INVENTÁRIO e  DIVÓRCIO EXTRAJUDICIAL


A Lei 11.441/2007  instituiu no nosso ordenamento jurídico a possibilidade de realização do Inventário e do Divórcio extrajudicialmente, por escritura pública lavrada em Cartório.

Do Inventário Extrajudicial

A opção dos herdeiros por essa modalidade atende à necessidade de rapidez na conclusão da partilha, haja vista que na esfera judicial a enorme quantidade de processos judiciais aliada ao número reduzido de servidores, implica em uma demora na solução das demandas.

Além da agilidade do procedimento, a escritura pública pode ser feita em qualquer Tabelionato de Notas, independentemente do domicílio do autor da herança, do local dos bens ou do óbito.  

A atuação profissional da advogada Gabriela Galli nessa modalidade de inventário vem desde 2009. A experiência demonstrou as enormes vantagens desse procedimento, dentre elas a celeridade, o menor custo e menor desgaste das partes envolvidas face aos trâmites do inventário judicial. Assim é que, buscando oferecer um serviço jurídico especializado nessa modalidade, se associou à advogada Ana Cláudia Petrini, especialista em Direito Processual Civil e Mestra em Ciências Sociais pela USP.

Do Divórcio Extrajudicial 


O divórcio é a dissolução absoluta da sociedade conjugal colocando fim ao casamento e seus efeitos civis. 

O casal poderá optar pelo divórcio extrajudicial, tratando-se  de um procedimento rápido e econômico. 
 

É requisito essencial as partes estarem de acordo com os termos da guarda, pensão e destinação de bens, bem como não haver filhos menores ou incapazes.